13 de novembro de 2015

Resenha: Tempestades de sangue - Kel Costa @grupopensamento

Informações do livro:
Título: Tempestades de sangue
Autor: Kel Costa    
Editora: Jangada
Páginas: 304





Sinopse: Durante o último ataque de mitológicos à Fortaleza Negra, Sasha sofreu perdas irreparáveis. Agora, só o que ela quer é juntar os cacos e seguir em frente. Mas, quando menos espera, ela se depara com um esquema de tráfico de sangue dentro da Fortaleza e resolve usar essa informação para se aproximar de Klaus, o líder dos Mestres vampiros. Enquanto isso, Mikhail viaja na companhia dos irmãos numa caçada aos mitológicos, e está concentrado em encontrar seus inimigos e dar fim ao grupo que atacou a Fortaleza. Mal sabe ele que enquanto isso, Sasha está se arriscando para desvendar todo o mistério que envolve o tráfico de sangue, ao mesmo tempo que tenta se reaproximar do cientista Blake Campbell e descobrir mais sobre a Exterminator, a arma criada para exterminar os mitológicos, mas que também pode ser uma grande ameaça para os vampiros. Será que Blake está tramando contra os Mestres? Sem que imagine, as investigações de Sasha a levam a percorrer um caminho sem volta que acaba se transformando no seu pior pesadelo.




Leia também:
Fortaleza negra #1 Fortaleza negra - Kel Costa (Editora Jangada)




Resenha: Tempestade de sangue”, de Kel Costa, é a sequência – tão esperada – de Fortaleza negra e a trama continua sendo tão intrigante e ousada quanto o volume anterior. A Editora Jangada também fez um trabalho maravilhoso com a edição, já que reúne elementos visuais fantásticos e cheios de significados para a história.

Já devo ter citado na resenha de Fortaleza negra, o quanto a mitologia é extremamente importante nesse enredo. E eu sou apaixonada por essa ambientação repleta de batalhas e contextos afins. Porém, mais uma vez preciso ressaltar a grandiosidade da mesma. E claro que todos os detalhes fazem muita diferença, já que são as implicações delas que determinam as decisões a serem tomadas.



Sasha já vivenciou muitas coisas complicadas, além de tantas mudanças, e agora tende a ficar mais tranquila, mas é claro que a gente imagina que não é isso que acontece. Por mais que esteja se sentindo devastada, ela se arrisca ainda mais e por isso mesmo que os questionamentos aparecem com uma frequência maior. O fato é que essa personagem é sensacional, principalmente por todos os diálogos e planejementos envolvidos.

O que dizer sobre as participações de Misha e Klaus? Ambos são bem intensos e revelam personalidades bem complexas. É impossível não se envolver com eles, mas nem vou me estender muito porque já estou querendo soltar spoilers. Os outros personagens também são cercados de receios, e os sentimentos tendem a ficar meio duvidosos, e isso acontece na maior parte do tempo.

Mitológicos e vampiros foram muito bem desenvolvidos e é impossível conter a surpresa com tantas cenas instigantes. Depois que o texto mostra alguma coisa que serve para conectar os fatos, a gente só tende a pensar que o quanto tudo parece ser simples, mesmo que não seja. Parece que sempre esteve ali, só não percebemos a tempo.

Admito que fiquei chocada com muitos acontecimentos – até mesmo com o desfecho –, e é por conta desses fatos que a autora conseguiu realizar um trabalho tão sensacional quanto seu antecessor. Não canso de elogiar mesmo, e é aquele tipo de obra que quando terminamos de ler, a trama fica em nossa mente por muito tempo ainda.

Classificação SEL: 5/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo