12 de dezembro de 2015

Resenha: A menina da neve - Eowyn Ivey @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: A menina da neve
Título original: The Snow Child
Autor: Eowyn Ivey
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352





Sinopse: Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais: ele, no duro trabalho da fazenda, ela, se perdendo na solidão e no desespero. Em um dos raros momentos juntos durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve se fora. Eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Esta menina parece não ser de verdade. Ela caça com uma raposa vermelha ao seu lado e de alguma forma consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entendê-la uma criança que poderia ter saído das páginas de um conto de fadas , eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como elas aparentam ser, e o que eles aprendem sobre essa misteriosa menina vai transformar a vida de todos eles.




Resenha: A menina da neve”, de Eowyn Ivey”, apresenta uma história instigante, perturbadora, misteriosa e muito sombria. E é assim que o leitor se vê diante de uma ambientação hostil e é por isso mesmo que não sabe o que esperar dos acontecimentos. Ainda mais porque há a inserção de personagem tão conflituosos e todas as cenas são cercadas de expectativas demais.

Jack e Mabel são o casal protagonista e se encontram perdidos em uma realidade rigorosa que é cercada de obstáculos e, claro, um  silêncio enorme. Eles não tem filhos, apesar de que já houve a perda de um e por isso há também um sofrimento grande e silencioso. Alasca parecia ser o lugar ideal para que os dois conseguissem encontrar uma estrutura melhor e a tranquilidade tão almejada, mas aos poucos percebem que nem todas as decisões feitas são as mais recomendadas.

A situação não poderia ser pior e tudo começa a ficar muito triste, profundo e sem escapatórias para ambos. Além do inverno ser extremamente rigoroso, os dois lutam com seus tantos dilemas interiores e acabam se escondendo em suas próprias experiências. É realmente complicado, já que não há diálogo algum e falta compreensão nos atos realizados.

Assim como no conto chamado “Little Daughter Of The Snow”, do autor Arthur Ransome, Jack e Mabel decidem, juntos, fazer uma criança na neve. O momento entre os dois se tornou sincero, emocionante a até divertido, afinal de contas, era algo despretensioso e que servira para uni-los, nem que seja por um período curto demais.

No dia seguinte, Jack fora o primeiro a avistar uma menininha correndo sobre a neve. Apesar da surpresa inicial e de toda a bagunça em sua mente, teve a certeza absoluta de que estaria tendo alucinações por conta do cansaço forte. Mas ao chegar no local onde haviam deixado a menina de neve, teve uma surpresa ao perceber que o boneco havia sumido e constatou algumas pegadas pequenas na neve.

Nos sentimos como se estivéssemos dentro de um conto de fadas ou de um sonho inspirador, e acredito mesmo que essa sempre foi a intenção da autora. Os esforços e buscas pelo imaginável não respondem muitas perguntas e ainda questionam até onde uma pessoa pode ir para ter o que deseja. No fim, o que importa mesmo é tentar descobrir o que está faltando e quais as melhores soluções para enfrentar as deficiências que existem na realidade.

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo