8 de dezembro de 2015

Resenha: O último dos canalhas - Loretta Chase @editoraarqueiro

Informações do livro:
Título: O último dos canalhas
Título original: The Last Hellion
Autor: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Páginas: 304




Sinopse: O devasso Vere Mallory, duque de Ainswood, está pronto para sua próxima conquista e já escolheu o alvo: a jornalista Lydia Grenville. Só que desta vez, além de seduzir uma bela mulher, ele deseja também se vingar dela. Ao se envolver numa discussão numa taverna, Vere foi nocauteado por Lydia e se tornou alvo de chacota de toda a sociedade. Agora ele quer dar o troco manchando a reputação da moça. Mas Lydia não está interessada em romance, principalmente com um homem pervertido feito Mallory. Em seus artigos, ela ataca nobres insensatos como ele, a quem considera a principal causa dos problemas sociais. Nesse duelo de vontades, Vere e Lydia se esforçam para provocar a derrota mais humilhante ao mesmo tempo que lutam contra a atração que o adversário lhe desperta. E, nessa divertida batalha de sedução e malícia, resta saber quem será o primeiro a ceder à tentação.




Leia também:
Lord of Scoundrels #1 O príncipe dos canalhas - Loretta Chase (Editora Arqueiro)




Resenha: O último dos canalhas”, de Loretta Chase, apresenta uma trama dinâmica, entusiasmada e engraçada. Os personagens são simpáticos e despertam sentimentos contraditórios um no outro. É muito interessante poder perceber essa vontade inegável que os mantém perto um do outro, porém ambos não abandonam o orgulho e a teimosia.

Vere Mallory é um canalha, e isso já vem de família. Mas também é um homem muito honrado e valoriza suas promessas. Ele sofreu algumas perdas dolorosas e inesperadas, e é por isso que vive cada vez mais focado em suas tarefas, sem se deixar abater por algo desnecessário. Depois de tantos sofrimentos, percebeu que não adiante se apegar nas pessoas com medo de depois afastá-las involuntariamente.

Todo mundo já conhece seu jeito de ser, principalmente porque ele quer deixar bem claro que não liga para nada e se sente confortável de tal maneira. Claro que não se pode prever os sentimentos, e é por isso que ele é pego de surpresa diante de tanta euforia e discussões, entre outros aspectos marcantes sobre um romance.

Lydia Grenville é uma jornalista bem divertida e esperta. Ela também possui um passado triste e é interessante evidenciar que seu trabalho gira em torno da justiça das mulheres na época. Seu jeito espevitado faz com que as cenas se tornem ainda mais especiais. E é por isso mesmo que se torna difícil não gostar dela.
                  
As confusões se tornam frequentes porque tanto um quanto o outro tentam se enganar para provar que estão acima um do outro. E é assim que Lydia e Vere traçam vários objetivos de reparação um contra o outro. Mas quando o desejo se torna bem mais forte que qualquer briga infantil, não há como fugir do mais esperado.

Devo dizer também que personagens de O príncipe dos canalhas podem aparecer em alguns trechos, e é claro que isso é maravilhoso. Enfim, a leitura flui com uma facilidade incrível, assim como no volume anterior. A ambientação também deixa o enredo mais carismático e envolvente, focando nas características mais importantes de cada figura.

Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. Eu me apaixonei pela Loretta lendo "O príncipe dos canalhas" e estou vibrando enquanto leio "O últimos dos canalhas", acho a narrativa dela muito divertida, acida e perspicaz. Estou louca para terminar de ler e resenhar também kkkk

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo