1 de dezembro de 2015

Resenha: Um dia existimos - Kat Zhang @galerarecord

Informações do livro:
Título: Um dia existimos
As crônicas hibridas #2
Título original: Once We Were 
(The Hybrid Chronicles #2)
Autor: Kat Zhang
Editora: Galera Record
Páginas: 304





Sinopse: Uma trama distópica, passada num futuro onde híbridos — pessoas com duas almas habitando o mesmo corpo — são uma possibilidade. Considerados instáveis e perigosos, os híbridos foram perseguidos e eliminados das Américas. As fugitivas irmãs Addie e Eva encontram abrigo com um grupo de híbridos que coordenam um movimento de resistência. Apesar dos conflitos envolvidos em dividir um corpo, ambas estão animadas para se juntar à revolução. Com o envolvimento, entretanto, surgem as dúvidas: até que ponto Addie e Eva estão dispostas a usar da violência em nome dessa causa?



Leia também:
As crônicas híbridas #1 - O que restou de mim - Kat Zhang (Galera Record)



Sem spoiler.



Resenha: Um dia existimos”, de Kat Zhang, é a continuação de O que restou de mim, e essa sequência responde muitas duvidas deixadas em aberto, assim como também apresenta novas soluções para as experiências vivenciadas nesse ambiente futurista, que se mostra cada vez mais perigoso e repleto de mistérios complicados.

Os acontecimentos que seguem são cercados de momentos arriscados e o leitor se sente um tanto receoso sobre as novas escolhas feitas. O fato é que se torna difícil não torcer para que Addie e Eva se mantenham firmes em sua missão de continuarem salvas e ambas vivas. E por mais que isso não fosse permitido, elas teriam que tentar o máximo possível.

Surgem muitas inseguranças sobre a resistência, mas é algo bem comum, ainda mais considerando que o gênero segue as diretrizes de uma distopia. Por isso já é possível ter uma boa noção dos riscos que os híbridos correm nessa agitação. E, por mais que não queiram, chamam a atenção mais do que deveriam.

Mas o grande destaque segue por conta dos aprendizados das garotas nesse volume. E ainda bem que não estão mais sozinhas nessa aventura. Com a fuga, elas conseguem perceber coisas importantes ao redor e a usam em seu próprio beneficio. São espertas e conseguem se empenhar bastante nos objetivos traçados.

Infelizmente, muitos fatores também se tornam preocupantes. Como o fato de haver uma distancia crescente entre elas e isso pode dificultar a compreensão de várias atitudes. E, de fato, falta mesmo uma privacidade maior, principalmente para que possam aproveitar seus sentimentos mais íntimos e individuais. E isso pode acontecer a qualquer momento, basta um pequeno desentendimento para que a violência fique maior entre elas e no próprio cenário inserido.

Fiquei bem animada com essas passagens e as novas oportunidades demonstram o quanto há fortalecimento na escrita. É uma história tão intrigante, que ainda me pergunto como a sociedade poderia viver se algo realmente acontecesse dessa forma. As implicações gerenciam todos os processos dessa obra e as expectativas aumentam ainda mais para o que vem a seguir.

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo