14 de fevereiro de 2016

Resenha: A menina dos olhos castanhos - Matheus Bitencourt, Editora Giostri

Informações do livro:
Título: A menina dos olhos castanhos
Autor: Matheus Bitencourt
Editora: Giostri
Páginas: 160




Sinopse: Arthur é um adolescente que leva uma vida normal, com o dia a dia na escola, junto dos amigos, as primeiras aventuras amorosas e a descoberta do amor ao lado de sua melhor amiga. Uma menina linda, de olhos castanhos, surge frequentemente em seus sonhos, mas ao acordar ele não consegue se lembrar de seu rosto. A ideia de descobrir se ela existe realmente se torna cada vez mais forte.





Resenha: A menina dos olhos castanhos”, de Matheus Bitencourt, é um livro que, definitivamente, me surpreendeu, tanto por seus pontos positivos quanto pelos negativos. E pode ter certeza que por mais que eu consiga expressar todas as minhas impressões com clareza, o leitor só conseguirá entender as surpresas se ler por conta própria. A leitura é bem rápida, mas há muitas definições interessantes ao longo destas 160 páginas.



A narrativa é bastante sutil, por isso não espere por algo extraordinário ou que seja impossível de ser percebido em nossa própria realidade. Talvez o autor pudesse inserir outros elementos inusitados, pensamentos, atitudes e/ou diálogos mais ousados diante dos capítulos, isso para chamar mais a atenção de seu público-alvo. De fato, acredito é por isso mesmo que o enredo seja um pouco previsível.



O personagem central se chama Arthur – ou conhecido simplesmente como Art – e vive uma rotina bem comum, apesar dos problemas e dilemas de um adolescente. O garoto tem uma melhor amiga chamada Bella e não consegue deixar de pensar o quanto sua falta está o desmotivando por vários motivos. Há certos mistérios sobre essa relação que são responsáveis pelos primeiros questionamentos sobre a obra.


Ele vai viajar com o seu pai na casa do avô e é nessa nova ambientação que acaba se deparando com uma garota diferente e ainda mais enigmática. Os dois sentem uma atração inegável e não há como explicar esse efeito forte que os une. É como se já se conhecessem, porém no primeiro momento não tem como decifrar tais sentimentos.

Posteriormente, as passagens são apresentadas de acordo com o tempo e é por causa disso que é possível entender as atitudes principais e suas devidas consequências. Isso é uma característica muito importante e foi por causa dela que consegui me envolver com os fatos e suas relevâncias. Os sonhos com a menina dos olhos castanhos e suas recordações são essências para as compreensões de suas vivências. De fato, as coisas até podem parecer um tanto sem sentido, mas é durante os esclarecimentos que tudo se torna mais emocionante e sincero.



As intenções do autor são bem específicas e o romance também é crível, entretanto fica um pouco difícil imaginar como esses sonhos acabam se encaixando nas interações dos personagens. Claro que o ponto chave são os encontros proporcionados, mas será que as descobertas não poderiam ser reveladas de outra maneira? Confesso que fiquei pensando no desfecho, principalmente por causa de sentir uma sensação de vazio...

Classificação SEL: 3/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo