16 de fevereiro de 2016

Resenha: Não se iluda, não @IsabelaaFreitas @intrinseca

Informações do livro:
Título: Não se iluda, não
Autor: Isabela Freitas
Editora: Intrínseca
Páginas: 272





Sinopse: Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está determinada a realizar o grande sonho de ser uma escritora reconhecida. Resolve dar os primeiros passos anonimamente, criando um blog onde assina como 'A Garota em Preto e Branco'. Em seu diário virtual, ela desabafa, fala dos amigos, dos não tão amigos assim, e confessa suas aventuras e desventuras amorosas. Assunto é o que não falta. Durante uma temporada agitada em Costa do Sauípe, na Bahia, acompanhada por Pedro, Amanda e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece o irresistível Gabriel, um sujeito praticamente perfeito, a não ser por um pequeno detalhe... Entre shows e passeios na praia, Isabela precisa admitir para si mesma que sente uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo. Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de 'Não se apega, não'. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a personagem Isabela vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando seu caminho é bem acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa.



Leia também:
Não se apega, não  - Isabela Freitas (Editora Intrínseca)




Resenha: Não se iluda, não” de Isabela Freitas, é a sequência de Não se apega, não e segue o mesmo ritmo de leitura ágil do anterior. A obra é bem juvenil, mas garante reflexões bem importantes e que pode ser compartilhada com todas as pessoas que se encontram para baixo ou sentem que podem não estar seguindo o caminho certo.

Isabela narra suas experiências durante o tempo em que ficou solteira e garante que não é um caso impossível. Ela começa a escrever num blog e passa a ter sentimentos mais fortes pelo melhor amigo. Claro que isso não poderia dar muito certo (pelo menos não da maneira como tudo aconteceu), e viria confusão na certa!

É interessante porque seu amadurecimento é bem perceptível no final das contas e é realmente isso que importa. O leitor até já conclui por si mesmo sobre a ampliação das cenas, e ainda assim é uma leitura que incentiva bastante a pensar sobre sentimentos e afins. É clichê, mas isso já era mais que esperado, então não é nenhuma surpresa.

Acredito que a intenção é revelar quais são os pontos que realmente importam e nesse caso não é apenas o romance e sim todos os envolvimentos que surgem em nosso caminho, seja amigáveis ou não. Episódios familiares também são destacados e revelam outras relevâncias na vida desta personagem tão querida.

O texto é bem crível e as palavras são mesmo emocionantes (sério, a autora sabe ser bem pessoal quando quer), mas em alguns momentos talvez tenha ficado um pouco cansativo. Na verdade, a autora explorou muito um assunto e pôde ter deixado de lado outro. Acredito que essa seja a minha única crítica negativa, o que pode, inevitavelmente, ter afetado a minha opinião geral deste livro.

De qualquer forma, a história também não deixa de ser divertida, apesar de toda a simplicidade envolvida. Afinal de contas, Isabela Freitas também já ficou conhecida por seus desabafos dinâmicos e empolgantes. Por fim, foi uma leitura válida, sendo que li em poucas horas e me encantei com várias passagens citadas.

Classificação SEL: 3/5


Um comentário:

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo