21 de maio de 2016

Resenha: Coroa cruel - Victoria Aveyard @editoraseguinte

Informações do livro:
Título: Coroa cruel
Contos da série A Rainha Vermelha
A Rainha Vermelha #0.1 #0.2
Título original: Cruel Crown (Red Queen 0.1-0.2)
Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Companhia das letras
Páginas: 232





Sinopse: Duas mulheres — uma vermelha e uma prateada — contam sua história e revelam seus segredos. Em Canção da Rainha, você terá acesso ao diário da nobre prateada Coriane Jacos, que se torna a primeira esposa do rei Tiberias VI e dá à luz o príncipe herdeiro, Cal — tudo isso enquanto luta para sobreviver em meio às intrigas da corte. Já em Cicatrizes de Aço, você terá uma visão de dentro da Guarda Escarlate a partir da perspectiva de Diana Farley, uma das líderes da rebelião vermelha, que tenta expandir o movimento para Norta — e acaba encontrando Mare Barrow pelo caminho. Esta edição traz, ainda, um mapa de Norta e um trecho exclusivo de ‘Espada de Vidro, o aguardado segundo volume da série A Rainha Vermelha.




Leia também:
A rainha vermelha #1 A rainha vermelha - Victoria Aveyard (Editora Seguinte)
A rainha vermelha #2 Espada de vidro - Victoria Aveyard (Editora Seguinte)



Resenha: Coroa cruel”, é um livro de contos, este que faz parte da série A rainha vermelha. A autora, Victoria Aveyard, apresenta Canção da rainha e Cicatrizes de aço. A edição está linda e também apresenta um mapa de Norta, cenário onde acontece a trajetória. E para quem ainda não leu, há um trecho de Espada de vidro, segundo volume da trilogia.


Em Canção da rainha, Coriane Jacos revela ser uma pessoa tranquila demais para a ambientação ao seu redor. O problema é que as coisas não pedem permissão para acontecer e há muitas mudanças em seu caminho, contrariando boa parte de suas vontades. Confesso que acabei ficando surpresa com seu jeito de pensar também.


É muito bom acompanhar sua interação inicial com Tiberias e de como começou a desenvolver seus sentimentos mais íntimos, mas também é complicado perceber seu rumo, ainda mais diante da presença de Elara e de todas as mentiras ao seu redor. Também é possível notar que existe muito de Coriane em seu filho, Cal.


Em Cicatrizes de aço, Diana Farley faz parte da Guarda escarlate, e sendo uma das líderes do movimento rebelde, é possível compreender alguns aspectos sobre as atitudes realizadas no grupo. Farley é determinada diante de seus objetivos e é isso que a define tão bem, ainda mais porque existem muitos obstáculos em suas batalhas.


A parte mais interessante desse conto é que é possível conferir mais a fundo sobre as relações corajosas de Farley com as pessoas ao seu redor. Além disso, a guarda também ganha destaca por conseguir representar os ideais de cada um dos envolvidos. Shade também é citado ao longo das páginas, o que pode explicar muitas coisas que aconteceram no primeiro livro.


Gostei bastante de ambos os contos, mas se for preciso escolher um preferido, fico com Cicatrizes de aço, porque temos a oportunidade de ter novos pontos de vista a respeito de Farley. Confesso que no primeiro livro não consegui me identificar muito com ela, mas mudei minha opinião ao perceber o quanto ela é forte e realista. Claro que não estou querendo fazer comparações com Farley e Coriane, mesmo porque nem teria como, afinal de contas, as duas se destacam por suas características tão diferentes.

Classificação SEL: 4/5


10 comentários:

  1. Oi!
    Amo essa série e estou louca para ler Coroa Cruel. Eu não sabia muito bem a história do segundo conta e ciquei feliz em descobrir a partir da sua resenha.
    Sou apaixonada por Cal e acho que a autora faz uma ótima decisão decidindo explicar um pouco mãe dele, e tenho certeza que eles se parecem.

    ResponderExcluir
  2. Oii, tudo bem?
    Adorei a forma como você expôs suas opiniões sobre os contos. Foi clara, organizada e objetiva. As suas fotos também estão uma Lindeza só.

    Sabe, eu adoro contos. Acho que é uma forma muito gostosinha de se contar histórias, principalmente quando esses contos são braços de uma história maior, que é o caso.

    Eu não li ainda o primeiro livro, mas com certeza assim que ler vou, em seguida, ler o livro de contos.

    Parabéns pelo trabalho.
    Abraço
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  3. oi flor ,me apaixonei pela resenha de serie...sucesso ,vou começar a ler

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem flor?
    Eu estou acompanhado tudo sobre essa série aqui na blogosfera, acho o que eu iria amar, assim como a maioria. Eu li umas duas resenhas dos contos e sempre dizem quase os mesmos pontos rsrs. Uma coisa que eu estou amando NA seguinte é o marcador grudado, acho que foi a melhor idéia que toda editoria deveria aderir rsrs. Espero comprar Rainha vermelha em breve
    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Ooi
    Li bem pouco da resenha pois estou lendo A Rainha Vermelha, enfim haha
    Estou bem no comecinho e já parece ser muito bom. Estou amando!
    Distopia virou um dos meus gêneros preferidos, todos que li superaram minhas expectativas, espero que ocorra o mesmo.

    Beijoos!
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Sempre quis ler A Rainha Vermelha, e vou ler rsrs. Amei sua resenha, me deixou com uma vontade de ler os contos mesmo sem ler a série, acha que tem algum problema eu ler os contos sem ter lido A Rainha Vermelha?
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  7. Oi, estou louca para ler essa série, mas já vi que tem varios livros de contos e deve vir muito mais, então vou aguardar o lançamento de toda a serie e os spin-offs para depois lê-los, para não sofrer aguardando o proximo lançamento, como sofri com a série A Seleção. Ótima resenha.
    bjus

    ResponderExcluir
  8. Oi Fê, tudo bem?
    Estou bem curiosa sobre essa série, muitos leitores falam bem dela mas ainda não tive a chance de ler. Não aprecio muito livros de contos porque geralmente eles são bem curtinhos e não dá para aproveitar muito bem, mas ao mesmo tempo é interessante olhar os personagens por outras perspectivas. Achei legal o fato de ter um mapa no livro, acredito que mapas sejam essenciais para visualizarmos a história.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  9. Oi Fê , tudo bom ?
    Bom vejo tantos blogs falando sobre os livros da serie e é algo que me desperta um grande interesse em querer ler , vendo como você mostrou seu ponto de vista diante de dos contos me deixou com mais vontade de ler ainda . As fotos não vou nem comentar de tão lindas que ficaram , sou o tipo de leitora que compra o livro pela capa e esse com toda certeza seria um livro pela capa , muito obrigada pela dica de leitura , um grande Beijo Bia ♥

    ResponderExcluir
  10. Oie Fê!
    Começo dizendo que fotos lindas!!! E depois falando o quanto eu adoro que a Companhia das Letras tenha esse maravilhoso costume de lançar os contos dos livros, acho que além de te conectar mais com partes da trama que você não observa pelo ponto de vista dos principais, te deixa mais próximo do universo criado não? Adorei como você explicou tudo sem dar spoilers sobre o conteúdo de fato.
    Parabéns!
    Bjokas

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo