6 de maio de 2016

Resenha: Espada de vidro - Victoria Aveyard @editoraseguinte

Informações do livro:
Título: Espada de vidro
Título original: Glass Sword (Red Queen #2)
Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Companhia das letras
Páginas: 496




Sinopse: “Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.” O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar. Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo Maven, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.



Leia também:
A rainha vermelha #1 A rainha vermelha - Victoria Aveyard (Editora Seguinte)





Resenha: Espada de vidro” é a aguardada sequência de A rainha vermelha, onde somos apresentados a uma história diferente, ousada e repleta de reviravoltas. A autora, Victoria Aveyard, desenvolveu uma ambientação distópica, riquíssima em detalhes, assim como os personagens, sendo que cada um possui uma enorme importância no enredo.


E mais uma vez, a primeira coisa a se pensar nessa história é que não se pode confiar em nada e em ninguém, ou seja TRAIÇÃO sempre foi ponto chave nessas páginas, além das questões de CONTROLE de poder. Depois que finalizei o primeiro volume, parecia ter a certeza que todas as verdades seriam reveladas, e que o leitor não iria se deparar com tantos segredos, mentiras e afins, mas é claro que estava totalmente enganada.

Mare conseguiu escapar das garras de Maven, e juntamente com Cal, se une a Guarda Escarlate. Mas nessa trajetória extremamente complicada, percebemos que qualquer lugar pode ser sinal de desconfiança, e desde o começo, já dá para ter uma noção de que nem sempre os personagens ficarão próximos um do outro.


Farley, Shade e Kilorn também estão em cena, assim como novos personagens, mas devo avisar que há algumas perdas no caminho também, algumas que eu nem considerava, mas enfim, faz parte de toda desordem. Mas é assim que o leitor consegue perceber as fraquezas de cada um, mesmo porque não é nem um pouco fácil ter a noção de que é preciso superar os medos durante um combate.

Não há muito romance, se é que alguém está se perguntando sobre isso ou estavam ansiosos por algumas mudanças entre os personagens. Na verdade, tudo é muito sutil, então em nenhum momento existe pressão sobre isso, ainda mais porque acredito que não haja muito espaço para isso nos capítulos. Não consigo nem imaginar um relacionamento sendo mais explorado porque as problemáticas são muito intensas, a ponto de tomarem conta de nossas atenções.

Entretanto, Cal sempre foi meu personagem favorito, especialmente por suas demonstrações de sentimentos (seja de tentar ter sangue-frio ou não), então sempre que está em cena, dá aquela empolgação sobre como pode se comportar. Eu gosto mais dele do que da Mare, porque parece que ela não consegue se mostrar tanto, não como ele pelo menos.


É incrível como os acontecimentos são detalhados e da forma como as consequências são reveladas. E é por isso – entre outras características especiais – que essa leitura se torna tão intricada. Confesso até que demorei bastante para a conclusão desse livro, bem mais que o anterior, mas vale muito a pena, ainda mais por conta das revelações feitas e das cenas de ação. Me identifiquei mais com A rainha vermelha, mas estou bem curiosa para conferir o desfecho dessa trilogia.


Classificação SEL: 4/5


19 comentários:

  1. Oi, Fê!
    Acho que sou uma das poucas que não curtiu essa série. Eu abandonei essa leitura um pouco depois da metade.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não li o primeiro volume mas morro de vontade de ler. Só estuo ótimos elogios para os dois livros e não vejo a hora de ler também. Adorei ver a sua resenha, me deixou ainda mais interessada e sem falar que é uma maldade para quem está no desespero para ler a série. Gostei de ver a sua opinião sobre o livro e sei que vou gostar muito quando finalmente eu comprar os dois e os ler.

    ResponderExcluir
  3. Oi Fe!
    Eu ainda não li nem o primeiro. Ganhei ele no último natal mas não cheguei perto. Ando meio saturado de tanta fantasia e distopia depois de ler a série Trono de Vidro toda, mas com certeza é uma saga que quero entrar, apesar de estar protelando devido a tantos livros que já tem. Rainha Vermelha me chamou atenção desde o primeiro momento em que vi, mas teve muita gente que não teve a mesma boa impressão. Vi poucas resenhas de Espada de Vidro porque não queria levar o spoler, e a grande maioria, o pessoal dizendo que ficou melhor. Espero ter a mesma impressão que você quando ler. Também gostei muito da protagonista.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Fe, ainda não li A Rainha Vermelha, mas na época do lançamento do primeiro livro, não fiquei muito interessada, porém depois de ouvir elogios quanto ao livro de contos que lançaram entre o primeiro e este aqui, fiquei mais curiosa. Gostei de saber que as revelações fazem sentido e que a trama é bem desenvolvida.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Fe!
    Adorei sua resenha.
    Tenho muita vontade de ler A Rainha Vermelha, mesmo com as críticas que o livro recebe.
    Fiquei feliz por saber que nao temos muito romance nesse segundo volume
    Espero fazer a leitura em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ooi
    Quero muito ler essa série, parece ser tão boa. Já estava na minha lista de desejos, agora então, subiu no ranking. Amo histórias detalhadas, sempre me sinto como se estivesse ali e é tão bom.
    Beijoos!
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oiee ^^
    Assim que terminei o primeiro livro, percebi que não dava mesmo para confiar em ninguém...haha' assim como a Mare, fui feita de boba pela autora e por um certo personagem que eu tinha achado charmoso *-* ainda estou me sentindo um pouco traída. Estou com "Espada de vidro" aqui já faz um tempão, mas enrolando que é uma beleza. Tenho medo de criar expectativas demais, sabe? Aiaiai, que perdas são essas? o.O Ai meu Deus! Fiquei mega curiosa agora...haha'
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  8. Ai socorro, ainda continua nesse nível de que não podemos confiar em nada nem em ninguém? Amei o primeiro volume, mas achei que esse fosse ser um pouco diferente, vou tentar ficar mais atenta para ser menos enganada... hehe... O outro li bem rapidinho, vamos ver se vou demorar mais nesse. Confesso que esperava sim pelo desenvolvimento do romance, mas tem histórias que realmente têm tantas particularidades que fica difícil trabalhar isso.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  9. Oiii!!!

    Eu tô com esse livro aqui mais ainda não consegui ler.
    O que me.incomodou na obra foi justamente essa descrição que a autora colocou no enredo. Acho que tornou a obra cansativa em.partes. pelo menos no primeiro livro.
    Espero gostar da obra.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Fê Tudo bem?
    Amo as capas dos livros dessa série, porém ainda não tive a chance de ler nenhum deles. Fiquei feliz ao ler a sua resenha e perceber que você conseguiu escrever uma resenha do segundo livro da saga sem dar spoilers do primeiro. Pelo menos, eu não senti como se estivesse recebendo spoilers. Também me animei por você ter comentado que a parte dos acontecimentos em geral supera o romance, pois como geralmente não gosto muito de romance em livros, prefiro quando eles são tratados de forma mais sutil mesmo. Beijos! ^-^

    ResponderExcluir
  11. Oie! Quando o assunto é a série rainha Vermelha eu sou uma pessoa completamente suspeita para falar pois até aqui tenho amado os livros e não tenho pontos negativos para ressaltar. Só não curti muito a Mare em espada de vidro ela ficou muito chata! Mas acho que foi por tudo que ela passou, espero que isso mude nos próximos livros.
    Mas eu adorei a espada de vidro e a corrida para eles recrutarem mais sangue novos foi alucinante. E quando eles não encontravam algum e se depararam com cenas como o bebe morto que a Mare encontrou eu ficava chocada e tensa!
    Fiquei muito triste pelo Shade e pela Farley =(
    E gente que final foi aquele? Estou super ansiosa para o próximo!
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu li vários comentários positivo sobre esse livro e o anterior, mas confesso que não é do gênero que costumo ler, então não fico muito animada, sabe? Mas lendo sua resenha fiquei curiosa para saber mais sobre a história, gostei de saber que a história aborda a traição e os personagens parecem ser ótimos, acredito que Cal seria um dos meus personagens favoritos também, porque gosto de personagens que demonstrem seus sentimentos. Enfim, gostei muito da sua resenha, espero um dia ler os livros.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  13. Suas fotos são sempre tão lindas!!!
    Eu não consigo ter vontade de ler essa série!! Mesmo com tudo de bom que você colocou! Acho que é essa falta de romance mesmo! Eu vivo nos romances kkk

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  14. Oie Fê, tudo bom?

    Vi que você gostou muito do livro, e eu li por canto de todo o caos que se instalou em torno do livro, então fui ver se era bom mesmo. E não gostei muito não. Achei a primeira metade absurdamente chata, apesar de ter parado naquele momento ápice da história, ela não soube aproveitar a pegada de ação e deu uma esfriada total no livro e me deixou com vontade de abandonar a leitura diversas vezes.

    =)

    ResponderExcluir
  15. Olá linda,

    Confesso que odeio A Rainha Vermelha, mas lerei a Espada de Vidro porque sei que a Victoria acertou a "mão" dessa vez e organizou a bagunça épica que ela tinha feito no primeiro livro quando misturou fantasia e distopia de forma desordenada e agora segue um rumo que a Suzanne Collins não seguiu em THG e frustrou-me muito que foi não colocar a guerra em primeiro plano e ficar com frescura de romance entre os protagonistas.

    Meu personagem favorito é o Maven haha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Como é o segundo livro da série, li por alto, foquei mais na sua opinião sobre a obra. Não chega a despertar meio interesse pela leitura, mas vai que futuramente deseje lê-lo. Foi bom saber que a leitura foi boa pra ti, isso me anima.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  17. Oi Fê!
    Estou louca para ler esse livro, mas confesso que esqueci alguns detalhes de A Rainha vermelha, então terei que revisitar o livro! kkkkk
    Fiquei feliz em saber que os novos acontecimentos surpreendem! Mas queria um pouco mais romance, pena que não tem =/
    Adorei suas impressões! as fotos estão incríveis.
    Não vejo a hora de ler.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  18. Olá!! :)

    Estou muito curioso com essa trilogia! :) Ca por Portugal, ainda so foi publicado o primeiro volume.. Mas achei a historia bem interessante! :)

    E amo o estilo de misterios e revelaçoes, açao e do genero!! :) Que pena que achaste que demoraste mais a concluir o livro! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Fê, sabe que nunca me interessei em ler essa trilogia de fato, seilá mas distopias não fazem minha cabeça, é bem difícil. Mas fico feliz em ver que você curtiu o livro e que está sendo uma continuação bacana. Talvez um dia eu dê uma chance para a trilogia :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo