20 de julho de 2016

Resenha: A mamãe é rock - Ana Cardoso @belasletras

Informações do livro:
Título: A mamãe é rock
Autor: Ana Cardoso
Editora: Belas letras
Páginas: 112




Sinopse: Este é um livro sobre a maternidade e todos os sentimentos loucos que as mães têm em relação a quem de alguma forma criam, seja um filho natural, adotivo, neto ou sobrinho. É sobre família e é sobre as mães também, esses seres que falam uma língua estranha e chata que só entende quem entra para o clube e se torna uma delas. Não se preocupe, não é um livro de lamentações. É o contrário: tem histórias engraçadas, singelas e verdadeiras. Aqueles que leram O papai é pop estão convidados a conhecer o lado mais in/tenso da experiência. A mamãe é rock é um recorte sem filtro dos divertidos e comoventes malabarismos que um casal moderno faz todos os dias para criar suas filhas.



Leia também:
O papai é pop - Marcos Piangers (Editora Belas Letras)


Resenha: "A mamãe é rock", é um livro maravilhoso, e não apenas para as mamães de plantão, mas para quem também procura por uma leitura dinâmica, divertida e repleta de emoções e muito carisma. Para quem não sabe, a autora desse livro, Ana Cardoso é jornalista e é casada com o também jornalista, Marcos Paingers, o mesmo autor de "O papai é pop".



É um livro que transborda sentimentos e muitas verdades, sendo que tudo é esclarecido de modo a fazer com que o leitor consiga se sentir parte do que está sendo exposto. E essas questões são retratadas de uma maneira sutil e ao mesmo tempo repleta de reflexões, mesmo porque é impossível fazer essa leitura sem pensar sobre algumas coisas que são citadas ao longo dessas páginas.

Os assuntos variam bastante, desde o feminismo até alguns desafios impostos em sua vida. As crônicas são muito bem escritas, e a leitura não poderia ser mais rápida, e não é só porque possui um pouco mais de cem páginas, e sim pelo envolvimento repassado logo nas primeiras linhas dessa obra.

A autora sabe mesmo como encantar e fazer rir, ainda mais porque apresenta passagens extremamente sinceras ao lado de suas filhas, Anita e Aurora. E claro, há essa abordagem sobre como é ser uma mãe considerada perfeita, o que na verdade, antes mesmo de ler qualquer coisa, todos já deveriam compreender que isso está longe de ser uma afirmação correta.

A diagramação também está maravilhosa e é claro que merece todo o destaque possível, desde a capa, que me ganhou assim que a vi pela primeira vez, até as diversas ilustrações, cores, brincadeiras, ironias e todo o conteúdo de um modo geral.. A editora Belas Letras , e todos os envolvidos, fizeram um excelente trabalho, e o melhor, cumpriram o objetivo: fazer uma leitura leve, com textos verídicos e muitas discussões para serem levantadas também.



É ótimo poder acompanhar essa narrativa tão empolgante, porque conhecemos, como a própria autora fala "o lado mais in/tenso da experiência" na maternidade. É sobre família e é por isso que é mais do que recomendado para todas as pessoas, independente de serem mães, pais, filhos, para os que ainda não possuem filhos, enfim... é diversão garantida!

Classificação SEL: 4/5


15 comentários:

  1. Oi Fê
    Que livro diferente e encantador. Pensei que era uma história completamente diferente e vi que é interativo também. A capa é incrível e percebi que eles capricharam na diagramação. Bom saber que diversos assuntos são abordados, pois como é direcionado para um público mais jovem, faz toda diferença.
    Adorei e vou anotar para conferir de perto.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Confesso que pela capa achei que o livro seria de maternidade e por isso se o visse em alguma livraria não o leria. Mas achei muito interessante que ele é feito de várias crônicas que abordam vários assuntos e chega até a citar as filhas da autora. Acho que seria legal também uma crônica que ser mãe é uma escolha e não uma obrigação, como muitos acham que é.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Oie Fer, tudo bem? Livros sobre esse assunto sempre me chamam atenção, apesar de não me encaixar no publico alvo; parece ser uma leitura bem divertida e irreverente. Fora que só leio elogios sobre ele... acho que um dia irei ler, sim. Sua resenha ficou ótima! Gostei muito de saber tua opinião sobre o livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Esse livro está na minha lista de leituras, acabei de ler O papai é Pop 2 e achei a escrita do marido dela muito bacana, principalmente ao modo que ele se refere a ela e ao modo que eles criam as filhas.
    Sua resenha me empolgou bastante para ler esse livro, com certeza vou pegar ele ainda hoje para ler

    ResponderExcluir
  5. Oi Fê,
    Também tenho esse livro e já está na minha fila de leitura. Estou bem curiosa, pois só tenho visto elogios para a obra. E a capa está tão linda que não tem como não amar!! <3

    ResponderExcluir
  6. OLá!! :)

    Nao conhecia o livro e nao me pareceu ser assim algo de myuito empolgante para mim, embora para ti tenha sido e fico muito contente por isso! :)

    Que bom que gostaste dele e da narrativa, e que ele te tenha divertido e feito rir! :) E sempre bom termos uma leitura assim! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, eu já tinha escutado falarem sobre O papai é Pop, mas não conhecia sobre A mamãe é Rock. Primeiro que já me identifiquei com o título porque quando tiver filhos definitivamente essa descrição encaixará perfeitamente para mim, e segundo que com as suas impressões e crônicas bem escritas me despertam bastante o interesse em conhecer. Eu achei que era um livro totalmente diferente do que na verdade é, mas isso foi uma boa surpresa. Definitivamente quero poder ter o meu exemplar, ótima dica!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Parece ser uma leitura realmente muito agradável e divertida, eu estava com muita vontade de ler este livro é os dois de Papai é Pop, pois acredito que sejam boas leituras tanto para os que já são pais quanto para os que ainda não são. E podemos aprender coisas para o futuro não é mesmo? Apesar de eu achar que filhos são caixinhas e surpresa e mesmo nos planejando, muitas coisas podem mudar quando realmente formos te-los.
    Gostei bastante de sua colocação sobre o livro!

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Esse é uma história bem diferente e divertida. Ler um livro sobre mãe e como é a vida dela é muito bom. Eu como mãe gosto de ver a experiência das outras.
    Adorei a sua resenha e com certeza leria o livro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  10. A foto dessa Tabela de sobrevivência ao casal rodou pela internet, achei bem válido a autora tratar com sinceridade do tema maternidade, ao invés de nos fazer pensar que é tudo um paraíso. Gosto de livros com crônicas, apresentam leituras rápidas e leves, o que parece ter nesse livro, a editora sempre arrasa na diagramação dos livros, pensei que seria um livro bem infantil, mas percebo o contrário

    ResponderExcluir
  11. Oi,

    Achei a capa linda e adoraria ler este livro. Acho muito importante passar a realidade sobre a maternidade. ser mãe é muito bom, mas a trajetória tem muitos espinhos. Quero ler demais este livro.

    Beijos

    Jucimara Pauda
    Livro sem frescura

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu li uma resenha sobre esse livro ja e tinha ficado animada, pois achei a ideia do livro ótima e os temas abordados tambem, agora lendo sua resenha fiquei ainda mais curiosa, acredito que seria conquistada facilmente pela leitura e apesar de nao ser mãe, gosto do tema maternidade.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  13. Oi Fê!

    Gostei demais da sua resenha, super empolgada e me inspirou a ler, com certeza.
    Gostei bastante de todos os comentários trago por você e confesso que gosto bastante quando encontro um livro com fatos verídicos que são contados com humor.
    Fiquei feliz também em ler que o livro nos faz refletir sobre vários assuntos importantes, isso me estimula ainda mais. Também amei essa capa, muito bonita mesmo.

    Obrigada pela dica, Fê!
    Oi Maria!

    Olha, tenho que discordar de você, não achei essa capa nada simples, na verdade, achei ela super linda e chamativa. Eu já vi esse livro algumas vezes a livraria e, justamente, por causa da capa sempre tive vontade de comprar, mas não o fiz. No entanto, sua resenha me convenceu que a história vale a pena ser lida e pretendo, de fato, fazer isso. Fiquei bem curiosa para conhecer melhor a personalidade de Sam e Alex (só faltou uma Clover pra virar 3 espiãs demais, hein. hahaha).

    Obriga pela indicação.
    Beijão.
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  14. Oi Fê, tudo bem?
    Eu li esse livro há pouco tempo e gostei muito dele também, fico feliz em ver que ele te agradou também. Muito lindo as ilustrações né? e as crônicas são muito divertidas e cativantes. Com certeza é um livro que irei indicar sempre!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  15. Oie...
    Adorei sua resenha!
    Tinha uma imagem completamente errada á respeito desse livro, achei que seria algo meio punk, sabe? Ao ler sua resenha e descobrir que a leitura é assim tão envolvente e até divertida me animei em muito á ler!
    Acho essa diagramação simplesmente linda <3
    Beeijos

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo