16 de agosto de 2016

Resenha: Retratos falados dos meus amores impossíveis - Fábio Baptista, FSB Books

Informações do livro:
Título: Retratos falados dos meus amores impossíveis
Autor: Fabio Baptista
Editora: FSB Books
Páginas: 130



Sinopse: De uma singela cafeteria, ao último pôr do sol. Das lembranças mais doces da infância, às histórias inventadas nos bares da vida. Saudades, medos, angústias, cascas de cebola, amores eternos e corações partidos se entrelaçam nessa coletânea que explora, com beleza e sensibilidade raras, as diversas facetas dos sentimentos que nos fazem humanos. Contos presentes nessa edição: Ela, Saudade de voar, Mil pedaços de um coração tatuado à nanquim, Coisas que lembraremos antes de ver pôr do sol, A verdadeira história, Memórias de uma bruxa, Vaga-lumes, Toda quarta-feira, EQM, Motivo, O último gol do Tião Canhoto, Por causa da chuva.



Resenha: "Retratos falados dos meus amores impossíveis", de Fabio Baptista, apresenta contos bem envolventes, por mais que sejam textos curtos e objetivos. Isso foi o que mais chamou a minha atenção, especialmente porque não costumo ler muitos livros desse gênero, e foi ótimo perceber que as primeiras linhas já tinham me conquistado.

Não vou comentar sobre cada um dos contos (de forma detalhada), mesmo porque é interessante que o leitor tome conhecimento deles, e da forma mais plena possível. Estarei destacando algumas emoções e de como podem ser absorvidos com intensidade, ainda que varie para cada pessoa. E vale ressaltar que as palavras são bem intencionais para que quem ler, consiga encontrar algo que a toque profundamente.

"Ela" apresenta um narrador em sua cafeteria, propondo o melhor café que alguém vai tomar em sua vida. E de quebra, as histórias começam a ser imaginadas. Em "Saudade de voar" conhecemos Jorginho e a sua motivação para jogar futebol, momentos marcantes e algumas saudades. Particularmente esses dois entraram para a lista dos meus favoritos, apesar de que é difícil não se encantar com todos.

"Mil pedaços de um coração tatuado à nanquin" expõe encontros casuais, oportunidades, reviravoltas e sentimentos de solidão e desconfiança também. Enfim, as interpretações podem gerar belas discussões, e é por isso que a leitura acaba se tornando tão proveitosa. "A verdadeira história" mantém um ritmo de apreensão e o desfecho não poderia ser mais simples e ao mesmo tempo complexo. Só lendo para compreender mesmo...

Outros contos despertaram ainda mais o meu lado emocional (ao ponto de deixar cair algumas lágrimas), outros me fizeram rir e, surpreendentemente, se tornam bem intrigante pelo rumo das histórias. Há até certo toque de suspense em algumas passagens, mas no final das contas, na maioria dos textos, o autor conseguiu arrancar um arrepio, seja por conta da veracidade dos impactos de cada história ou pela comoção como as coisas são reveladas.

O autor escreve muito bem, e de forma dinâmica, fazendo com que o leitor pense sobre as determinadas situações do contexto (e realmente espero poder ler mais histórias escritas por ele). No meu caso, em vários momentos me senti viajando nas sensações, como se estivesse vivenciando as cenas ou se já tivesse passado por algo semelhante. E é claro que as mensagens reflexivas são o ponto alto dessa obra. (Lido em e-book)

Classificação SEL: 4/5


27 comentários:

  1. Oi, Fê!
    Sempre gostei de contos e esse livro me despertou curiosidade.
    Por sua resenha, pude notar que apesar de serem contos intensos, eles também são bem melancólicos. Adoro poder entrar de cabeça no que estou lendo e que o autor consiga nos transmitir os sentimentos mais diversificados durante o decorrer da obra.
    Quem não gosta de sentir aquele arrepio, ou dar boas gargalhadas durante a leitura?
    Eu amo.
    Com certeza irei ler esse livro.

    Beijinhos da Mady.

    ResponderExcluir
  2. Estou muito encantada com o titulo do livro, por algum motivo me lembrou "Eu receberia as piores noticias de seus lindos labios" adoro contos que trazem sentimentos pra aquecer nosso peito, e só o titulo dos que voce mencionou já me deixou cheia de curiosidade pra ler, adorei a resenha e com certeza vou procurar pra colocar na minha lista de leituras!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Fê.
    Ai que lindo! Sua resenha está ótima. Gosto muito de contos, eles sempre despertam coisas diferentes em nós e tudo reunido em um só livro fica melhor ainda! E amo quando o autor consegue transformar sua obra em algo tão vívido que chegamos a nos inserir nela, acho maravilhoso.
    Beijos!
    Amanda, colaboradora do blog AWTR

    ResponderExcluir
  4. Olá amoreca!
    De cara já amei o título do livro e a capa, que primor – fico encantada com capas simples mais que mostram muito a respeito da história do livro.
    Além disso, sou encantada pelos contos!
    Parabéns pela resenha.
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Fer!

    Eu estou numa vibe muito de contos. Tenho lido tudo o que aparece. Primeiramente, essa capa é linda e muito poética. Adoro esses contos que mais se parecem crônicas e textos curtos, sempre me apetecem e me trazem uma leitura diferenciada. Eu com toda a certeza quero conhecer mais de perto a obra e o autor, me chamou bastante a atenção e quero me envolver também. Haha.

    um beijo!

    ResponderExcluir
  6. Amo contos e este livro aqui eu ainda não conhecia, por isso fiquei bem curiosa. Fiquei empolgada com os que você citou, principalmente o A Verdadeira História, pelo desfecho simples e complexo.
    Espero poder ler em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Fê,
    Adoro livros de contos e estou bem curiosa para ler mais livros assim. Achei a premissa desse livro bem interessante e emocionante. Gostei de saber que o conto A verdadeira história possui um desfecho simples e complexo. Acho que é o que mais gostarei, pelo que li.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Confesso que nunca fui muito adepta a contos, mas gostei muito da sua resenha e as histórias contidas no livro, parecem ser reflexivas e emocionantes. No momento não vou me arriscar, mas vou anotar para uma dica futura.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Eu também não costumo ler contos, mas saber que o livro te prendeu já no comecinho me deixou um pouco curiosa para conhecê-lo, pois, na maior parte das vezes, é difícil ser conquistada nas primeiras páginas de cara, né? E é ainda melhor quando as histórias conseguem fazer a gente sentir mil coisas diferentes! Ainda não conhecia este livro, mas gostei bastante de saber sobre ele, já foi para a listinha de desejados!
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Adoro livros de contos onde as histórias são muito bem desenvolvidas e que conseguem passar uma mensagem para o leitor, além de encantar e emocionar.
    Com certeza os temas abordados são ótimos, e eu adoraria ler também

    ResponderExcluir
  11. Oi Fê!
    Adorei a resenha e fiquei encantada pelo livro. Também não era muito fã do gênero, mas depois que comecei a ler, e dei sorte de pegar uns contos muitos bons, estou amando. Esse ainda não conhecia, mas a dica está anotada!
    Bj

    ResponderExcluir
  12. Olá, Fê!

    Fico muito agradecido pela resenha e pela gentileza das palavras.
    E extremamente feliz que você tenha gostado.

    Grande abraço!


    Se me permite, gostaria de deixar uma palhinha do livro. É o único microconto da coletânea (e um dos únicos microcontos que escrevi na vida rsrs):


    MOTIVO

    Entrou em casa, cansada demais para se surpreender com o sofá vazio e a TV desligada. Na mesinha, um bilhete – vinte e dois anos sepultados em cinco linhas apressadas. Foi à cozinha fazer a janta, menos por vontade própria do que por inércia do hábito.

    Descascou uma cebola.

    E então, chorou.



    ResponderExcluir
  13. Oi Fê, tudo bem ?
    Contos não fazem muito meu estilo de leitura, mas acho interessante quando é algo intenso, que é o que parece ao ler sua resenha. Achei interessante o conto da cafeteria, deve ser algo bem envolvente e interessante.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Não gosto muito de ler contos mas adorei os títulos dos contos que você escolheu pra citar e o micro conto que o autor deixou em um comentário acima conseguiu despertar muito a minha curiosidade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Dificilmente leio contos, e apesar de não ser um gênero que você lê muito e mesmo aassim o livro ter te envolvido desse jeito, a ponto de fazer rir ou deixar cair algumas lágrimas, não me interessei. Estou com tantos livros esperando para ser lidos que pra eu decidir ler um livro de contos tem que ser algo que chame de forma absurda a minha atenção.

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?
    O título do livro já me chama bastante a atenção, e como eu amo ler contos, a minha curiosidade já está gritando. Gostei de saber que o autor escreve de forma dinâmica, isso transforma a leitura. Adorei as suas considerações e já coloquei o livro na listinha de desejados, espero ter a oportunidade de conferi-lo em breve.

    Beijos,
    Dai | Blog Virando a Página

    ResponderExcluir
  17. O título e a capa do livro já me chamaram a atenção. Além disso, gosto muito de ler contos. Esse livro parece ser daqueles que nos oferecem uma leitura cheia de emoção e que mexem com os nossos sentimentos. E se você, que não costuma ler livros de contos, foi conquistada, imagina eu que gosto. Lerei, certamente!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  18. Oi Fe, eu adoro livros de contos para intercalar com leituras mãos extensas e acheina dica desse livro muito bacana ainda mais pelos contos ser leves e objetivos.
    Bj

    ResponderExcluir
  19. Eu sou uma verdadeira apaixonada por livros de contos. Talvez seja um dos tipos de livros que mais goste. Gosto da estrutura e da possibilidade de ler várias histórias em um único livro. Pelo que você fala parece ser muito intenso, apesar de ter poucas páginas. Fiquei muito curiosa por você falar que mexe com os sentimentos do leitor. Em resumo, prendeu minha atenção e fiquei curiosa com a leitura.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Eu gosto bastante de livros de contos e acho incrível quando eles conseguem despertar tantos sentimentos. Seu comentário sobre Ela me deixou especialmente curiosa. Espero poder ler em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oi Fê
    Adorei a premissa do livro, não sou muito chegada em contos,mas confesso que esse chamou muita minha atenção.Confesso que com um enredo desse a capa poderia ser bem mais elaborada acho ganharia mais o leitor, mas lendo sua resenha pude perceber que é um livro agradavel que você ler sem perceber e quando vê já está no final. Dica anotada ♥

    ResponderExcluir
  22. Oie, Nossa que bom que você gostou tanto da leitura. Adoro quando os contos me fazem sentir emoções diferentes e me sentir viajando nas sensações, isso é encantador.
    Ainda melhor, saber que a escrita do autor é bem dinâmica.
    Parece que cada um dos contos tem algo de encantador.
    bjs.

    ResponderExcluir
  23. Olá Fê, tudo bem?

    Eu amo contos, e por isso, minha opinião não poderia ser diferente. Eu amei esta obra.

    Com o conto "Ela", me identifiquei bastante. Parece ser bastante envolvente. Fiquei bastante interessada neste livro. "Retratos falados dos meus amores impossíveis" entrou para minha lista.

    Adorei sua opinião. Abraços!

    ResponderExcluir
  24. Oi, tudo bem?
    Eu nao costumo ler contos, mas é um genero que eu gosto, justamente por serem textos curtos que geralmente mexem bastante com o leitor. Esse livro eu ainda nao conhecia e pelo título imaginei que seria algo diferente, mas fiquei animada aao ver que os textos despertaram vários sentimentos em você. Enfim, nao é uma leitura que faria agora, mas achei a dica ótima.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  25. olá fe,não sou uma pessoa que lê muitos livros de contos,me arrisco em um ou outro mas não é sempre.
    eu sempre acho que a historia foi rapida demais e precisava de mais paginas kkk
    esse livro não me chamou tanta atenção,quando leio contos prefiro os de terror mas fico feliz que o livro te emocionou

    ResponderExcluir
  26. Hi baby, tudo bem? não sou muito acostumada a ler contos mas mesmo assim adoro quando leio. esse eu não conhecia mas achei bastante interessante, a proposta dele é muito boa, achei legal o fato de você não comentar sobre cada um deles, é bom para manter a surpresa <3 adorei seu texto

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  27. Oi Fê, tudo bem?
    Eu amo livros de contos e esse em particular chamou bastante minha atenção, gostei de ver que são contos curtos e o melhor que são reflexivos. Gostei mesmo de saber que você gostou da obra e com certeza darei uma chance logo que tiver oportunidade!

    Beijos

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo