8 de fevereiro de 2017

Resenha: Insanity Memória - Pedro Maciel, Editora Autografia

Informações do livro:
Título: Insanity Memória
Autor: Pedro Maciel
Editora: Autografia
Páginas: 186



Sinopse: Pedro Maciel no livro Insanity conta a história de Bluye, uma jovem que acorda sem memória na cidade de São Paulo - agora devastada e insana, tomada por uma realidade distópica. A garota precisa correr dos perigos que a cercam e, ao mesmo tempo, lutar contra eles pela sua própria vida. Mas o pior dos seus problemas era ainda mais complicado: a garota não lembrava nada sobre suas origens. Em sua jornada repleta de ação, Bluye recebe a ajuda de um menino que diz ser seu noivo, o qual a ajuda a fugir do laboratório onde estão presos. Ele também não tem respostas sobre o que está acontecendo e perdeu suas lembranças, mas juntos os jovens tentam sobreviver aos riscos que estão sujeitos no decorrer dessa aventura. Uma história de tirar o fôlego, Insanity é a aposta nacional de literatura distópica. No estilo de best-sellers como Maze Runner: Correr ou Morrer e Jogos Vorazes, a obra é intrigante e, ao mesmo tempo, arrebatadora. Com linguagem direta e um enredo contemporâneo, Insanity proporciona uma leitura empolgante que fala sobre destino, descobertas e mistérios.


Resenha: "Insanity Memória", de Pedro Maciel, é sem dúvida, um livro intrigante, cheio de ação e que, com certeza, merece bastante atenção. Possui várias surpresas no decorrer dessas páginas, o que torna tudo bem mais envolvente e até um pouco ousado. Sou fascinada por esse gênero distópico, por isso fiquei bem curiosa, sem contar que achei a capa bem bonita, além de todo o trabalho editorial.

Bluye é uma personagem que se vê em uma ambientação extremamente confusa e ainda mais arriscada diante do desconhecido. Ela não consegue se lembrar de nada e é normal que não consiga confiar em ninguém, pelo menos inicialmente. A ambientação está devastadora e não ajuda em nada o fato de ela não se lembrar...



São tantas dúvidas, além de toda a curiosidade latente, que até o próprio leitor começa a questionar a veracidade dos fatos. Só sabia mesmo que seu nome era Bluye porque alguém, aparentemente, a conhecia dessa forma. E de certa forma, muitas coisas começam a se encaixar e o melhor é que é nas melhores oportunidades.

A obra se divide em três partes: Do zero, da Súbita Ascensão e do Salve-se se for capaz. E preciso confessar que o começo se mostrou um pouco confuso e demorei mais do que o esperado para compreender alguns detalhes, assim como algumas atitudes, mas fora isso, a história se mostra  bem interessante.

Classificação SEL: 3/5


19 comentários:

  1. Oi.
    Eu não conhecia o livro, mas despertou meu interesse de cara. Uma distopia ambientada em São Paulo? Adorei.
    Normalmente as distopia são um pouco confusas mesmo no começo e gostei de saber que o leitor começa a questionar o que acontece. Que não existem certezas.
    Adicionei a minha lista.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fê!
    Que capa mais linda!
    Achei a premissa bem bacana, mas não gostei do nome da personagem. Se o livro se passa aqui no Brasil, caso São Paulo se refira ao Brasil, não teria o autor a possibilidade de colocar um nome mais comum a esse? :/
    Apesar da leitura arrastada, quero sim poder ler o livro. ^^
    Ah! É livro único?
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Eu não conhecia a obra, mas achei a sinopse bastante interessante. Também amo cenário distópico e que consegue ser surpreendente e aos mesmo tempo ser ousado. Eu até faria a leitura do livro, — fiquei muito curioso — mas o fato do inicio ser confuso poderia me prejudicar, pois sou muito "encubado" com inícios de livros.

    http://desencaixados.com

    ResponderExcluir
  4. Oi!

    Tudo bem? Então, achei a temática do livro interessante, mesmo porque sou apaixonada por distopias. Então, fico imaginando como poderia ser acorda em meio ao caos e o pior de tudo: sem memória, só sabendo o nome por causa de terceiros! É uma pena que o enredo tenha se mostrado confuso já que o livro possui uma premissa muito bacana.

    Beijinhos
    Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  5. Oie :)

    - Eu não conhecia esse livro :/ , mais de cara fiquei super interessante , gostei da sua resenha , gostei do livro pelo genero também , segui seu blog bjs http://jesscastrojc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu não conhecia nem o livro nem o autor, mas fiquei bastante curiosa. Gosto de livros que surpreendem!
    bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  7. Fer, já tem um tempão que não leio uma boa distopia, cheia de ação e essas coisas que deixam o leitor mais ansioso que o normal. Adorei esta indicação, porque ainda não conhecia a obra, mas ele tem um pouco do que eu espero do gênero, então acredito que eu vá gostar bastante.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu só comecei a ler distopia com Jogos Vorazes, mas é um gênero que cada vez mais me chama atenção.

    Não conhecia o título e nem o autor (tenho que ler mais coisa brazuca para ontem), mas me deu muita vontade de ler esse livro, não sei por que a resenha me lembrou da série 3%, as histórias só tem de igual a sociedade devastada, mas não importa, essa sensação que me deu ainda mais vontade de ler.

    Bjs
    Tiffannyk
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Nossa que interessante este livro!tem muito tempo que não leio distopia ,e fiquei bem curiosa com relação a ele.e a nota que vc deu do bacana tbm.

    ResponderExcluir
  10. Oie! Tudo bem?

    Não conhecia o livro e muito menos o autor, (to muitoo por fora disso), mas amei a capa do livro e a proposta que ele apresenta, não sei se o leria por agora, mas com certeza irei anotar a dica para futuramente realizar a leitura! Ainda mais por se tratar de uma distopia! *--*

    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro e, pela capa e sinopse, não compraria com certeza! Mas depois de ler a tua resenha, já fiquei curioso!! :)

    Que bom que gostaste da leitura, mesmo que não muito! Adoro quando nos vemos com o personagens numa situação da estranha e perigosa, com tanta curiosidade!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  12. Oiee Fê ^^
    Apesar de ter ficado um pouco curiosa em relação à história, principalmente quando você disse que é cheio de surpresas, ousado e envolvente, fiquei receosa por conta da nota três. É uma pena que o começo tenha sido confuso, e que alguns detalhes e algumas atitudes foram incompreensíveis de início :/
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá, fiquei bastante curioso com este enredo. Os mistérios envolvendo os personagens, a ação presente nas cenas e outros pontos seriam algo que me faria ler o livro em poucas horas. Gostei muito da escrita do autor, é bem diferente e instigante.

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Apesar de sua resenha positiva, o livro não conseguiu me prender. Achei a capa muito bonita e essa divisão do livro é bem interessante, mas a história do livro não foi tão atrativa assim.
    Passo a dica por agora, mas indicarei a um amigo, pois sei que ele curte livros do gênero.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi,tudo bem?
    Eu confesso que diferente de você não sou muito fã desse gênero,tanto que li poucos livros nesse estilo, mas lendo sua resenha fiquei curiosa, pois a premissa é interessante e nada melhor que hist´prias envolvente e cheias de surpresas, né? Uma pena o começo ser um pouco confuso, mas ao todo parece uma boa obra.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  16. Pera, São Paulo Distópica parece São Paulo num dia comum, huahuaha!

    Mas só por ser distópico, já me interessou. Só passaria o romance (julgo ter romance por conta do suposto noivo!). Gostei muito das suas impressões do livro, acredito que o Braisl pode entrar com tudo nessa onda distópica, muitos autores nacionais arrasando!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  17. Tenho um pé atras sobre distopias, por isso, não tenho certeza se leria... além disso, a proposta meio que me lembrou de outra distopia, mas ao mesmo tempo por se tratar de algo no Brasil talvez de uma chance

    ResponderExcluir
  18. Por ser distopia e ter muita ação a obra já me arregaçaria por ai. A capa é muito bonita, somado a ambientação em São Paulo fiquei curiosa com a forma que o autor conseguiu desenvolver o enredo. Ainda não cheguei a lê obras que me prendessem esse ano.

    ResponderExcluir
  19. Olá!

    Eu realmente achei essa capa muito bonita e chamativa.
    Fico contente em poder conferir seus comentários a respeito da obra, mas não conhecia nada sobre ela. A trama parece mesmo ser bem interessante e esse ar de mistério torna as coisas ainda mais instigantes. Vou anotar a dica.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo