21 de março de 2018

Resenha: Uma proposta e nada mais - Mary Balogh - Editora Arqueiro

Informações do livro:
Título: Uma proposta e nada mais
Clube dos sobreviventes #1
Título original: The Proposal
(The Survivors' Club #1)
Autor: Mary Balogh 
Editora: Arqueiro
Páginas: 272



Sinopse: Primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes, Uma Proposta e Nada Mais é uma história intensa e cativante sobre segundas chances e sobre a perseverança do amor. Após ter tido sua cota de sofrimentos na vida, a jovem viúva Gwendoline, lady Muir, estava mais que satisfeita com sua rotina tranquila, e sempre resistiu a se casar novamente. Agora, porém, passou a se sentir solitária e inquieta, e considera a ideia de arranjar um marido calmo, refinado e que não espere muito dela. Ao conhecer Hugo Emes, o lorde Trentham, logo vê que ele não é nada disso. Grosseirão e carrancudo, Hugo é um cavalheiro apenas no nome: ganhou seu título em reconhecimento a feitos na guerra. Após a morte do pai, um rico negociante, ele se vê responsável pelo bem-estar da madrasta e da meia-irmã, e decide arranjar uma esposa para tornar essa nova fase menos penosa. Hugo a princípio não quer cortejar Gwen, pois a julga uma típica aristocrata mimada. Mas logo se torna incapaz de resistir a seu jeito inocente e sincero, sua risada contagiante, seu rosto adorável. Ela, por sua vez, começa a experimentar com ele sensações que jamais imaginava sentir novamente. E a cada beijo e cada carícia, Hugo a conquista mais – com seu desejo, seu amor e a promessa de fazê-la feliz para sempre.




Resenha: "Uma proposta e nada mais", de Mary Balogh, é o primeiro título do Clube dos sobreviventes. Quem me acompanha há um tempo por aqui, já deve imaginar o quanto sou fã de romances históricos. E é claro que a autora está na minha lista de favoritos também. Ela sempre surpreende demais, por mais que o leitor imagine o desenvolvimento das cenas. Sem contar que os personagens e a ambientação são muito bem desenvolvidos e em todos os aspectos.

Gwendoline e Hugo são personagens irresistíveis. São diferentes demais, mas ao mesmo tempo possuem uma conexão muito especial, por mais que não consigam compreender isso a princípio. Mas é muito bom acompanhar o desenvolvimento de todas as emoções deles, visto que a empolgação só cresce a cada página virada.

Ela passa por uma privação de sentimentos há um bom tempo, por mais que tenha ficado viúva recentemente. Não pensa em se casar novamente, porém há momentos em que sente a falta de uma companhia ao seu lado, o que é muito compreensível, já que é tão jovem. Mas o que mais me chamou a atenção a seu respeito foi a forma audaz de querer correr atrás do que deseja, é realmente muito corajosa.



  

Ele parece ser uma pessoa mais complicada, porém lá no fundo, só precisa de uma companhia também. Sabe que possui um estilo diferenciado de vida em relação a Gwen, mas a gente sabe que o desejo sempre acaba sendo mais forte nesses casos. Impossível resistir quando os dois lados garantem uma atração intensa.

A ambientação é incrível, como todo romance de época tem que ser. Há uma mistura de elementos que garantem um poder ainda maior na história, ainda mais porque o romance pode parecer tranquilo, mas não é. Digo isso porque o enredo tem tudo para ser calmo mesmo, as as próprias emoções causam uma animação maior.

Gostei muito até dos personagens secundários e não vejo a hora de poder acompanhar mais dessa série. A autora me conquistou novamente e não posso deixar de recomendar todos os livros que li dela. Suavidade e ousadia na medida certa e que garantem muito envolvimento para o leitor! Como não amar?

Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo