2 de julho de 2018

Resenha: Mais lindo que a lua - Julia Quinn, Editora Arqueiro

Sobre o livro:



Sinopse: Considerada "a rainha dos romances de época" pela Goodreads, Júlia Quinn já atingiu a marca de 10 milhões de livros vendidos. Mais Lindo Que a Lua, primeiro livro primeiro livro da série Irmãs Lyndon, é uma história irresistível sobre sobre reencontro e desafios, romantismo e perseverança. Foi amor à primeira vista. Mas Victoria Lyndon era a filha do vigário, e Robert Kemble, o elegante conde de Macclesfield. Foi o que bastou para os pais dos dois serem contra a união. Assim, quando o plano de fuga dos jovens deu errado, todos acreditaram que foi melhor assim. Sete anos depois, quando Robert encontra Victoria por acaso, não consegue acreditar no que acontece: a garota que um dia destruiu seus sonhos ainda o deixa sem fôlego. E Victoria também logo vê que continua impossível resistir aos encantos dele. Mas como ela poderia dar uma segunda chance ao homem que lhe prometeu casamento e depois despedaçou suas esperanças? Então, quando Robert lhe oferece um emprego um tanto incomum – ser sua amante –, Victoria não aceita, incapaz de sacrificar a dignidade, mesmo por ele. Mas Robert promete que Victoria será dele, não importa o que tenha que fazer. Depois de tantas mágoas, será que esses dois corações maltratados algum dia serão capazes de perdoar e permitir que o amor cure suas feridas?


Resenha: "Mais lindo que a lua", de Julia Quinn, é o primeiro livro da série Irmãs Lyndon, e essa leitura não poderia ser mais empolgante, visto que sou apaixonada pelo gênero e a autora é uma das minhas preferidas também. Achei que ela usou uma linha mais diferente nesse romance, porém tudo muito carismático, não há dúvidas.

Gostei muito de acompanhar esse relacionamento que tinha tudo para dar errado, mas que com tudo só se fortaleceu. Nos passa uma mensagem muito especial, ainda mais porque eles revelam o quanto o amor pode mudá-los em diferentes aspectos. Os personagens são ótimos, quanto a isso não se pode negar, e é o que valoriza ainda mais o enredo.

Claro que o grande destaque está na exploração sobre o relacionamento mesmo, ainda mais vindo da rainha dos romances de época. Acho que são aspectos que completam muito bem a  respeito da personalidade de ambos e de como as interações se tornam mais abrangentes.

O livro é bem clichê, mas como sempre costumo comentar por aqui, para mim isso não é problema algum. Porém, sempre faço esse comentário pois sei que há leitores que ficam curiosos sobre esse aspecto. 

Nesse caso, o amor foi bem rápido e o leitor fica com essa dúvida na cabeça, do tipo: nossa, como pode tanta rapidez? Mas, é apenas um detalhe, detalhe esse que eu já vi acontecer em vários outros títulos semelhantes.  Episódios assim podem acontecer sim, até mesmo fora da ficção.

Victoria e Robert pareciam ter dado certo mesmo, porém a gente sabe que nem tudo sai como queremos. E é assim que o tempo passa, sentimentos amadurecem, surgem os reencontros e alguns tantos questionamentos neste percurso.

A autora sabe mesmo como explorar os sentimentos dos personagens e eu fiquei fascinada como as conexões são exploradas. Tudo se torna muito envolvente, mesmo porque o leitor também fica apreensivo por conta de tudo que está em jogo e das consequências no relacionamento.  

Não é o melhor livro da Julia Quinn, mas garante uma boa relação e mensagens bonitas também. De qualquer forma, fica a dica para uma leitura bem leve, aquelas que dá para finalizar em apenas um dia mesmo.

Classificação SEL: 4/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo